atendimentos.jpg

A Terapia "Resgatando o Feminino Essencial" tem como fio condutor as psicologias Junguiana e feminina, sendo direcionada a mulheres de todas as idades. Através de um "ninho" protetor onde a mulher se sente acolhida e pode descobrir-se sem medo, esta jornada terapêutica é desenvolvida em ciclos, buscando alcançar a plenitude do ser.

 

Os princípios básicos desta jornada são a Proteção (segurança física e emocional para o desenvolvimento pessoal), a Permissão (através do processo terapêutico, permitir-se viver sua verdade essencial) e a Potência (descobrir e realizar os desejos da alma).

 

Os ciclos terapêuticos

 

  • O Ato de Conhecer: unindo o embasamento teórico e intuitivo as sabedorias ancestrais e contemporâneas que reconhecem o Sagrado Feminino, tem-se um diagnóstico bio-psico-espiritual para reflexão de busca e necessidade individual da paciente, fornecendo o direcionamento do processo terapêutico de acordo com os potenciais latentes, reencontrando e despertando o Feminino Essencial

  • O Divino "Eu Sou": trabalhando os sentimentos e componentes criativos que até então permaneceram no inconsciente impedindo a realização de certos objetivos, possibilitando o resgate de talentos, a capacidade de cura e coragem para realizar as transformações necessárias através da livre expressão verbal. Aqui é feita a "limpeza da alma" que, geralmente, vem acompanhada da necessidade de verbalizar e ouvir as próprias ideias.

  • A Divina Arte e Percepção de Vida: além de verbalizar e questionar, iniciamos os trabalhos de arte e percepção de vida, utilizando de diversas técnicas artísticas: argila, pintura, mandalas, exercícios de PNL, meditação dirigida, entre outros. Cada Mulher descobre aqui seu ritmo próprio e sua relação com a arte e com os talentos naturais. A arte é um forte canal para fortalecer a autoestima e despertar a confiança e a criatividade.

  • O Templo da Deusa Mulher: as atividades deste ciclo são ligadas ao movimento livre e consciência corporal. O movimento e a dança resgatam a ligação da mulher com seu próprio corpo, favorecem a aceitação de seus limites e valorização de suas conquistas. A dança é uma forma muito positiva no processo de cura, é o momento de colocar para fora através dos movimentos do corpo todas as emoções que ainda possam estar guardadas.

  •  

A estrutura do processo em ciclos é uma das metodologias aplicadas por Soraya Mariani, sendo flexível, podendo adaptar-se a necessidade, permissão e busca da paciente. Não é possível determinar a duração de cada ciclo. A cada três meses é realizado um novo diagnóstico para o melhor direcionamento do processo e continuidade da terapia.